Olhar seguro para o futuro.

News e artigos

Confira mais informações importantes da Holanda Oftalmologia.

Cirurgia de catarata

Data: 24 Ago 2016

A Cirurgia da Catarata é a operação mais realizada no ser humano.

A catarata é o processo de opacificação do cristalino (uma lente natural dos olhos localizada atrás da íris). Essa “lente” normalmente é clara e transparente, mas com o aparecimento da catarata ela se torna opaca e impede a passagem de raios luminosos que formam a imagem no fundo do olho. Quando o diagnostico é positivo, o paciente é indicado para realizar a cirurgia - a perda de visão é reversível pelo procedimento.

O primeiro método de remoção de catarata data de 600a.C na Ásia em uma forma ainda primitiva, depois, em 1000d.C a remoção da catarata era conhecida por ser “por aspiração”, mas ainda não era eficiente. Foi em 1747 que essa cirurgia teve um grande avanço. A partir daí, os avanços da oftalmologia fizeram com que a cirurgia de catarata se tornasse um procedimento seguro, com resultados positivos na imensa maioria dos casos. O procedimento, a técnica e as lentes intraoculares são de amplo conhecimento dos oftalmologistas que estão aptos a realizar este procedimento.

É importante salientar que a única solução para a catarata é a cirurgia. Deste modo, para qualquer paciente que apresentar essa condição, o procedimento cirúrgico é indicado e pode ser programado com tranquilidade . Quando o diagnóstico é confirmado alguns exames devem ser realizados, como o fundo de olho, acuidade visual, pressão intraocular, topografia da córnea, e a biometria, que é um exame para calculo da lente a ser implantada. Exames cardiológicos e de sangue também serão solicitados.

A técnica utilizada chama-se facoemulsificação. Realizam-se incisões menores de 3,5mm, e através dessa incisão é inserido um tubo minúsculo que, ligado a um equipamento ultra-sônico, aspira e dilui a catarata. Em seguida é implantada uma lente intraocular pela incisão.

Atualmente, o procedimento é seguro e não necessita de internação. O paciente tem alta logo após a operação e deve ter alguns cuidados básicos no pós-cirurgico como: não esfregar, coçar ou dormir sobre o olho operado, não realizar esforço físico e deve descansar sentado em um local confortável. Os colírios recomendados devem ser utilizados conforme receitado pelo médico para garantir uma recuperação rápida e sem maiores problemas.

Essa cirurgia é umas das mais realizadas no mundo e das que mais evoluíram com os avanços. Agende uma consulta e se informe sobre o procedimento com o seu oftalmologista.

  • A cirurgia é aprovado pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia, pelo Conselho Federal e pela Anvisa.
  • Os planos de saúde cobrem a cirurgia.

 

 

Todas as informações fornecidas neste artigo têm caráter meramente informativo, com o objetivo de complementar, e não substituir, as orientações do seu(sua) médico(a).

 

Fontes